ABENÇOADAS MÃOS TREMENTES

ABENÇOADAS MÃOS TREMENTES

 

Durante muitos anos, aquilo que hoje considero um detalhe era uma barreira na minha vida em sociedade, o tremor nas mãos.

Comentários debochados em referência às mãos trementes foram responsáveis por um trauma que me fez distanciar das pessoas, ainda que meu desejo fosse de estar entre elas.

Momentos de refeições em público eram tensos, sempre muito preocupado com a constrangedora pergunta: ”Por que suas mãos estão tremendo?” E quase sempre perguntavam! Que tortura…

Minhas aparições em público se tornaram raríssimas e jamais aconteciam em restaurantes, lanchonetes, sorveterias…

Porém, lamentavelmente, comecei a me perguntar sobre o valor do tremor de minhas mãos e o valor delas.

Mas o complexo era forte e persistente!

Mas o tempo passava… E gradativamente eu mudava meus conceitos.

Comecei a observar que, mesmo trementes, minhas mãos eram muito importantes para minha vida e as de outras pessoas.

Trabalhei muito como servente de pedreiro, trabalho pesado e manual.

Eram essas mãos trementes que se apresentavam valentes!

E como eram importantes essas mãos com tremores para embalar o menino Lucas Gabriel durante a noite e para segurar suas mãozinhas quando começou a caminhar!

Escrever textos e poesias, minha paixão desde menino, sempre precisa não só de minha mente e coração, mas também de minhas mãos.

Assim, como essa coordenação motora ruim não me permitiria jamais realizar qualquer cirurgia, segui poetizando…

E com as palavras inspiradas em meu coração e minha mente, inseridas no papel ou no computador, e compartilhadas com outras vidas, sigo tocando corações!

Porque essa descoberta trazida pelo tempo, sobre o valor dos meus sentidos repassados em papel, tão importantes para a minha vida e daqueles que os leem, desenhada por meio destas mãos trementes, mas não tementes na lida, são  muito abençoadas!!!

     Eliseu Acacio

10592503_795649813818974_49934521_n