CÁLICE DA PAIXÃO

CÁLICE DA PAIXÃO

 

A dor da saudade lapidou meu coração,

fez tonel de carvalho, estiado de carinho,

mas a magia da sua lembrança, lavou a tristeza,

transformaram minhas lágrimas

em doces gotas de vinho.

 

Eu vi na parreira, o reflexo dos olhos seus.

Colhi o cacho dos cabelos castanhos, tão finos,

coloquei no tacho do meu sonho mais lindo,

a uva do seu sorriso, em paz eclodindo.

 

Pisoteei, ignorei a amarga distância,

que me separa dessa paixão,

dei várias voltas feito criança,

fazendo bagaço da solidão.

 

Fermentei a esperança, tão pouca,

ainda adormecida no meu coração…

Agora degusto no cálice da ânsia louca,

a vontade de reviver,

novamente essa emoção!

 

        Nilton Cabeça

10544493_790481781002444_1106552589_n