Educação: O Universo da igualdade respeitando as diferenças

Dani_1

A sala de aula é um ambiente mágico onde a construção do conhecimento acontece gradativamente, à medida que o educador oferece recursos para os pequenos aprendizes que estão iniciando a caminhada do saber.

Nós, educadores, temos por obrigação estudarmos o público com o qual estamos lidando. Em uma mesma sala de aula percebemos que cada um é um ser biológico, cada qual com suas referências pessoais, com experiências de vida diversas, com valores diferentes, com sentimentos e emoções variadas. Não podemos tratar todos os nossos alunos de forma homogênea, afinal, as diferenças que apresentam estendem desde as vivências no meio social à forma em que aprendem.

Quando me refiro ao “Universo das igualdades respeitando as diferenças”, quero dizer que essa diversidade biopsicossocial é absolutamente relevante no momento do aprendizado. Fazer relações utilizando os modelos que eles já possuem como referência, facilita a compreensão, faz a ação de aprender mais familiar e interessante.

É preciso desenvolver um olhar especial para cada criança e ir além do conhecimento pedagógico. Para isso é necessário enxergar com os olhos do coração e muitas vezes deixar a intuição aflorar, para que o aprendizado ocorra com compreensão. Impor conceitos pertinentes às competências técnicas não favorece. A criança precisa passar pela experiência da descoberta e perceber que aprender é um processo que acontece toda vez que nos deparamos com situações novas que esperam da gente uma atitude, uma postura, uma ideia. Administrar essas situações-problema opera no crescimento intelectual porque obriga a criança a pensar e formar uma opinião. Respostas prontas não os tornam independentes. Todas as crianças pensam diferente dos adultos e diferentes umas das outras. O pensamento evolui, passa por estágios; em cada etapa, a criança tem uma maneira especial de compreender e explicar as coisas do mundo.

 

E VOCÊ, EDUCADOR, É O INSTRUMENTO CAPAZ DE FAZER TUDO ISSO ACONTECER!

 

 

Dani Galvão

 

Daniele Galvão, Bióloga, Especialista em Distúrbios e Transtornos de Aprendizagem. Pós Graduanda em Psicopedagogia Clínica e Institucional. Atuante faz 15 anos na Docência do Ensino Fundamental, Médio e Técnico em Saúde. Atua em Coordenação Pedagógica e Consultoria Educacional. Possui 13 anos de experiência com Educação Especial, Inclusiva.