Mente Visual e Memória Fotográfica

O que seria uma mente visual com memória fotográfica? Uma mente que projeta as imagens e transforma as palavras em figuras. As imagens surgem quando um ouvinte ouve uma palavra que o faz lembrar-se de algo ocorrido em um determinado período de tempo.

As imagens são projetadas na memória. Citar detalhes com precisão é algo comum em quem possui uma excelente memória fotográfica. Conseguir citar fatos de longos anos pode parecer ”incomum” para quem não possui memória fotográfica, porém quando esta memória trabalha junto com a mente visual (como se dois núcleos de processadores trabalhassem juntos, aumentando o desempenho dos computadores) forma uma inteligência incomum.

Mente Visual e Memória Fotográfica

Para um pensador visual cada palavra soa como uma imagem. Ouvindo a palavra ”árvore”, seu cérebro projeta uma imagem de uma árvore frutífera, os frutos da árvore, o tronco, as raízes, etc.

O termo ”árvore” citada pelo interlocutor faz com que o pensador visual lembre-se de uma árvore em que brincava, ou de uma árvore de sua casa, etc. A mente visualiza como um filme armazenado na memória interna, sendo executado naquele momento. Cada filme é projetado na mente de quem possui memória fotográfica. Este filme pode ser preciso e amplificado, pois o cérebro gera um campo visual preciso para armazenar os detalhes de cada um deles.

Creio que a memória fotográfica, pode estar associada à hipermnésia. Há muitas pessoas com hipermnésia que possuem memória fotográfica ou mente visual.

Cada filme é processado pelo cérebro. Os filmes podem ser episódios da vida, fases e momentos que o pensador visual vivenciou.

Os pais de crianças que usam o cérebro para visualizar ficam surpreendidos com cada detalhe citado pelas crianças. Mesmo após ter alcançado a fase adulta, os filmes armazenados na memória interna continuam processando no cérebro visual.

Faça um pequeno teste com a criança: Coloque os objetos na frente dela. Os objetos deverão ser complexos, como as fotos com vários objetos ricos em detalhes, até que ela armazene o que visualizou. Dê para a criança uma venda e cubra os seus olhos durante cinco minutos.

Depois de passar estes cinco minutos, pergunte para a criança o que ela viu. Se possuir memória fotográfica poderá citar os detalhes das imagens ou das fotos que você mostrou.

Não se assuste e não fique pasmado com a precisão da mente visual, pois são naturais que as imagens projetadas na mente sejam processadas e armazenadas.

Isto significa que qualquer pensador visual ”enxerga o mundo com os olhos e com o cérebro”, obviamente, porém, com mais precisão para armazenar mínimos detalhes.

   Leonardo Ricardo 10602760_800769779973644_294558687_n